10 Passos Para Desenvolver Sua Autoestima

Particularmente acho desafiador falar de como melhorar a autoestima ou amor próprio sem cair nos clichês de autoajuda.

Parece que é de conhecimento de todos que autoestima é um componente essencial da saúde mental e bem estar, mas percebo que, paradoxalmente, investimos muito pouco nela.

Os alardes dos profissionais da saúde falando sobre a importância do amor próprio, embora acessem as pessoas, muitas vezes deixa um vazio no COMO.

Fica parecendo algo distante e não palpável e a impressão que tenho, é que boa parte das pessoas preferem não pensar a respeito dela, mesmo sabendo que a sua falta deve ser a fonte de muitas dificuldades em suas vidas.

 

Mas o que Realmente é a Autoestima

 

O que eu estou chamando de autoestima?

Ela pode ser compreendida basicamente em duas dimensões:

  • as crenças ou avaliações positivas e negativas que tenho a meu respeito, ou seja como eu percebo;
  • os sentimentos positivos ou negativos resultantes dessas crenças.

Acho que deu para perceber o quanto ela é essencial.

Ela é a base do nosso senso de segurança pessoal. Isso influência todas as áreas de nossas vidas para melhor ou para, consideravelmente, pior.

 

Consequências da Ausência de Autoestima

 

A ausência de autoestima pode ser observada a partir do constante sentimento de inadequação ou deslocamento.

Sabe quando parece que você não encaixa em lugar nenhum?

Ou que você nasceu toda do avesso?

Está presente ainda em pessoas muito perfeccionistas, muito exigentes, que não se permitem errar.

Essas pessoas sofrem muito com as cobranças internas e a autopunição pela culpa. (Quem não tem autoestima é a rainha da culpa!).

Esses fatores acabam por tornar a vida muito mais pesada do que ela de fato é.

Nosso problema de autoestima faz com que duvidemos de nós mesmas em vários aspectos:

  • duvidamos da nossa competência;
  • duvidamos da nossa capacidade de observação;
  • duvidamos da nossa capacidade de compreensão da realidade;
  • duvidamos da nossa experiência;
  • duvidamos as vezes até da nossa sanidade;

E o pior! Achamos que o outro sabe o que é melhor para nós mesmas, o que não é verdade, e com isso temos dificuldades de assumirmos as responsabilidade pelas nossas escolhas, o que nos deixa imaturas e infantis.

Quando se fala do contexto de relações, a presença ou ausência da autoestima torna-se mais expressiva porque revela diversas dificuldades.

A tendência excessiva que muitas vezes temos de precisar agradar o outro está enraizado em problemas no amor-próprio. Isso leva a muitos medos como o da rejeição, medo do ridículo, medo de não ser capaz, entre muitos outros.

A falta de amor próprio, particularmente no contexto dos relacionamentos amorosos, pode ser devastador.

Quanto mais baixa a autoestima maior a probabiliade de se envolver em relacionamento tóxicos e abusivos. (FATO!!!)

O senso de merecimento, de dignidade, de admiração por si mesma, é essencial para se manter uma relação saudável, pois dele deriva os limites que colocamos na relação com o outro.

Mas o interessante é que dificilmente chega ao meu consultório pessoas querendo focar na sua autoestima.

A maioria das vezes a procura é para conseguir ter um relacionamento mais saudável e feliz COM O OUTRO.

É curioso, como no amor, as pessoas demonstram muita energia e garra para salvar um relacionamento, porém tão pouca energia para salvar a si mesmas.

Como as pessoas conseguem cuidar com tanto zelo do outro mas são inaptas a cuidarem de si mesmas.

Como fazem de tudo para evitar abandono e traição do outro, quando se abandonam e se traem diariamente para permanecer na relação.

Precisamos entender que a ordem é outra. Se eu não me amar, isso compromete severamente a minha capacidade de amar e ser amada! (Quando digo severamente, eu não estou exagerando!)

E veja bem, nossa autoestima é construída ao longo da vida.

Não espere que de um dia para outro você simplesmente passe a ter autoestima, porque isso não vai acontecer. E não espere que ela se desenvolva sem necessidade de muito trabalho interno, que isso também é pouco provável.

Por onde começar?

Algumas dicas que costumam ajudar, mas o processo é uma construção, lembre-se disso!

 

10 Passos para Reconstruir a sua Autoestima

 

1) Pare de ser cruel consigo mesma: diminua a autocrítica e a culpa. Elas não te ajudam e não te fazem crescer, então qual é o sentido?

2) Perdoe-se pelos seu erros: transforme-os em oportunidades de aprendizado

3) Preserve sua dignidade: isso é essencial! Se você se coloca em situações que será maltratada e humilhada, nunca se sentirá bem consigo mesma;

4) Acredite que você merece ser amada: todos nós merecemos ser amadas, mesmo com as nossas limitações;

5) Coloque-se em primeiro lugar: observe suas necessidades! Elas são importantes;

6) Acredite em si mesma: acredite no que sente, no que vê, no que você percebe;

7) Faça coisas que te ajudam a construir sua admiração por si mesma: aumente seu senso de valor;

8) Esteja consciente das suas qualidade e defeitos: ninguém é somente defeitos na vida!

9) Faça atividades que tragam sentido para sua vida e te deem prazer

10) O mais importante: se conheça!!!! Conhecimento é Poder! Autoconhecimento, então, é chave para resgatar o poder sobre sua própria vida.

Acima de tudo, construir autoestima é uma decisão!!!

Não deixe para depois. O tempo de se amar é AGORA!!!

As pessoas acreditam que o amor vai mudar a vida delas, e estão certas: O AMOR-PRÓPRIO!

A SURPREENDENTE Verdade que NUNCA te Contaram Sobre o AMOR

6 Comentários

  1. Viviane de Jesus Silva

    Por muitos anos ñ tive autoestima e foi minha destruição…mas com ajuda psicológica e a descoberta do Amor próprio venho melhorando cada dia

  2. Ester

    Gosto muito dos seus vídeos e publicações, sou uma pessoa madura e me identifico pelos fatos que já me aconteceram , hj estou mais “calejada” porém te ouvir tem me ajudado a ir deixando aquelas crenças que criamos pra se proteger, tmbm as intuições , na maioria das vezes estão certas.

    • É isso mesmo Ester. Vamos amadurecendo a medida que vivemos certas situações e buscamos conhecimento e aplicamos o que aprendemos. Parabéns , você está no caminho certo. Todo dia eu aprendo um pouquinho mais. Bjs

  3. Wolf

    Adorei seus textos. Você se comunica e escreve maravilhosamente bem!

  4. Pingback: Projeto Amando Com Saúde - Blog Tranquilo Amor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *